Causa da Microcefalia não é Zika Vírus, pode ser as vacinas em gestantes; diz estudo.

LEIA: A FARSA DAS VACINAS, por Dra. Suzanne Humphries. – Quitéria Chagas https://quiteriachagas.com/2016/02/06/a-farca-das-vacinas-por-dra-suzanne-humphries/

  

Autor do estudo: Dr. Plínio Bezerra dos Santos Filho, PhD. Realizou estudo e assinou denúncia junto ao Ministério Público. Vale a pena conferir.

“Microcefalia em Pernambuco e Brasil. Acabo de fazer uma denúncia assinada junto ao Ministério Público Federal. Ver abaixo:

Denúncia de Crime contra a população brasileira, uma sequência de erros e procedimentos grosseiros, realizados pelo Ministério da Saúde, SUS, seus institutos associados e suas autoridades constituídas, que provocaram e continuam provocando a atual crise de MICROCEFALIA (MC) em todo o Brasil. Análise mais detalhada e específica de dados e fatos referentes ao Estado de Pernambuco.

Autor: Dr. Plínio Bezerra dos Santos Filho, PhD
Pós-doutor pelas universidades americanas de Harvard, Washington University em St. Louis e North Carolina State University; Doutor pela Washington University em St. Louis; Mestre e Bacharel em Física pela UFPE; Áreas de atuação: Ressonância Magnética, com trabalhos em neurologia, próstata, Física do Estado Sólido, entre outros.

RESUMO DESTA DENÚNCIA

A crise de Microcefalia (MC) que surgiu no Estado de Pernambuco, com um pico máximo de casos em novembro de 2015, não se deve ao vírus ZIKV e nem é uma epidemia. Quatro fatos-causa principais existem e claramente explicam os dados, números de casos e períodos das notificações. 

Os dados que aqui reporto e analiso estão sob o domínio público, na imprensa e Ministério da Saúde, podendo ser verificados. Não fui permitido acesso a dados mais completos e precisos oficiais, o que, ao meu ver, tornariam esta denúncia ainda mais evidente, por recuar o pico máximo da Microcefalia em Pernambuco para trás no tempo em um mês ou mais. Me atenho ao Estado de Pernambuco, em grande parte desta denúncia, pois é o que possui dados divulgados ao público de forma mais completa e também é o marco inicial da notificação compulsória da MC no Brasil. 

Os 4 fatos-causa que explicam o comportamento temporal do gráfico que apresento são: 

A) O pico máximo do número de casos em Pernambuco corresponde a um primeiro trimestre de gestação entre janeiro e abril de 2015 com nascimentos microcefálicos. Isso deve-se à vacinação de mulheres em período fértil contra o sarampo com a vacina tríplice, que contém o virus vivo da rubéola. No Ceará, esta vacinação contra o sarampo em mulheres no período fértil com a vacina tríplice continuou até meados de abril; 

B) O alarmante número de casos, que começam a aparecer em agosto-outubro de 2015, provoca a compulsoriedade, pelo Ministério da Saúde, de notificação de Microcefalia em todo o país. A obrigatoriedade de notificação pelo Ministério da Saúde aumenta o pico e alarga a curva gráfica em torno do seu máximo; 

C) A causa que provocou o pico máximo de casos de microcefalia em novembro de 2015, nos dados para Pernambuco, fica rarefeita e é substituída, na atualidade, por um outro fato-causa que embora presente nas notificações iniciais, era pouco evidente. Em novembro de 2014, o Ministério da Saúde inclui a vacinação contra Difiteria, Tétano e Pertussis no protocolo pré-natal de gestantes no último trimestre de gestação, a partir do sexto mês de gravidez.; e 

D) O pico máximo de casos de Dengue no Estado de Pernambuco é entre 20 de março e 10 de abril de 2015 e isso requereria, por associação, desde que temos o mesmo mosquito vetor, um pico máximo no gráfico de Microcefalia entre final de dezembro e início de janeiro de 2016 e não em novembro de 2015 como tivemos. Isso, por si só, colocaria possíveis efeitos do ZIKV como causador de Microcefalia em importãncia menor e não como o principal causador da Microcefalia.

APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS GÁFICOS ANEXOS

É necessário lembrarmos que uma gravidez humana tem em média 9 meses.
O gráfico da Microcefalia em Pernambuco, notificação-a-notificação no tempo, mostra um evento com máximo em cerca de 20 novembro de 2015, curva VERMELHA; a totalidade dos casos notificados é apresentada na curva AZUL. 
As curvas são baseadas em estatística muito simples, como as usadas para análise de epidemias. O número de casos é associado ao seu instante de notificação no tempo. 

Três retângulos coloridos registram, no gráfico, regiões de interesse: 

i) O retângulo vermelho, de 20 de setembro de 2015 a 18 de janeiro de 2016, marca a região da curva com notificações de Microcefalia em Pernambuco; 

ii) Tomando-se o centro do retângulo vermelho e recuando todo este retângulo vermelho 9 meses no tempo, uma gestação, temos o retângulo violeta. O retângulo violeta corresponde à região no tempo de 1 de janeiro a 30 de abril de 2015. Um nascimento de microcefálico na curva do retângulo vermelho tem, necessariamente, um início de gestação no retângulo violeta, data em média 9 meses anterior; 

iii) O retângulo amarelo, de 8 de novembro a 31 de dezembro de 2015, corresponde à vacinação contra sarampo em Pernambuco pelo SUS. Devido possivelmente à Copa do Mundo de Futebol, muitos estados e em sua maioria no Nordeste, apresentaram sarampo em forma quase epidêmica, entre 2013 e 2014; 

iv) A curva vermelha e fina entre 15 de fevereiro e 30 de junho de 2015, com o seu máximo no início de abril, registra, para completude desta denúncia, a epidemia de Dengue em Pernambuco para 2015.

FATOS-CAUSAS, de A a D, acima:

A) VACINA TRÍPLICE: As chamadas públicas e oficiais para vacinação contra sarampo em Pernambuco, pelo Ministério da Saúde e SUS, foram de de 8 de novembro a 31 de dezembro de 2014. Isso foi devido às centenas de casos de sarampo em PE e CE. 

No Ceará, a vacinação foi estendida até meados de abril de 2015 e inclusive com visitação para vacinação a domicílio. Nas chamadas oficiais, o convite é feito para a vacinação de mulheres em período fértil contra o sarampo. Se a mulher em período fértil engravidar em até 3 meses após a vacinação ou se estiver grávida, no início da gestação e não o souber, os efeitos do Rubella Virus da vacina tríplice são devastadores ao feto e são conhecidos há décadas. Problemas encefálicos, visuais ou cardíacos no feto/recém-nascido podem ser facimente encontrados na literatura deviso à rubéola. 

O que atualmente se divulga como sendo ZIKV é facilmente associado à rubéola. E tivemos sim uma grande vacinação com a vacina tríplice em Pernambuco no final de 2014. Segundo o gráfico de Microcefalia para Pernambuco, Fig. 1, o máximo da curva corresponde e pode ser associado à vacina tríplice usada para o sarampo. A microcefalia é então o efeito colateral do componente de rubéola da vacina tríplice para Sarampo, Cachumba e Rubéola. Este erro é grotesco e houve.

É preciso, também, ter em mente que o vírus da rubéola provoca, quando não o aborto, a síndrome da rubéola congenita e a microcefalia é apenas uma manifestação da tríade clássica: microcefalia, catarata e surdez.

Ver a fala do secretário de saúde de Pernambuco na época:

http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-urbana/2014/11/08/interna_vidaurbana,541564/dia-d-de-campanha-de-vacinacao-contra-poliomielite-e-sarampo.shtml

Esta chamada foi feita pelas várias secretarias de saude pelo nordeste, sob recomendação do Ministério da Saúde.
Devido à vacina tríplice em mulheres no período fértil, os casos de Microcefalia vão continuar até nove meses depois do término desta vacinação, mais o período inicial de atuação desta vacina no corpo da jovem, o que nos dá um total efetivo de pelo menos 12 meses após a vacina ter sido tomada. 

Como um outro fato exemplo, aqui está uma das chamadas para vacinação de sarampo no Ceará:
 http://g1.globo.com/ceara/noticia/2015/04/ceara-ja-tem-100-casos-de-sarampo-confirmados-em-2015-segundo-sesa.html

OBSERVAÇÃO
Não é o caso de vacinação com a vacina tríplice em mulheres grávidas. Isso pode até ter acontecido, erro grosseiro, mas não acredito ter sido a norma. Eu me refiro às mulheres que engravidaram após se vacinarem. 

Temos as nossas grandes festas culturais de final de ano de 2014 e o carnaval de 2015. Os gráficos apontam para inicio de gravidez entre janeiro a abril de 2015 em Pernambuco. E o efeito da vacinação de rubéola dura meses e estes estariam associados ao primeiro trimestre de gestação. 

Também, não estou me referindo a vacinas vencidas ou contaminadas, neste caso da vacinação contra o sarampo com a tríplice. Afirmo que a vacinação foi efetiva e de grande alcance nos postos de saúde de Pernambuco. 

A Microcefalia que se apresenta 9, 10, 11 ou 12 meses depois de uma jovem fértil ter sido vacinada com a tríplice é devido à componente da rubéola na vacina.

EXEMPLO
Por favor, notem este possível diálogo entre uma atendente em um posto de saúde e uma mulher jovem que foi tomar vacina de sarampo:
— Vim tomar a vacina de sarampo. Um conhecido meu está com sarampo.
Você está grávida?

— Não.

A sua carteira de vacinação… etc.

A jovem engravida nos próximos 3-4 meses e temos um percentual bem alto de casos de acometimento do sistema nervoso central do feto, devido a contaminação do feto no primeiro trimestre de gestação.
Nada mais claro do que isso para explicar como é que em Pernambuco a Microcefalia aparece com números descabidos em novembro de 2015, do litoral ao sertão, ao mesmo tempo. 

A vacinação de sarampo foi oficialmente satisfatória no estado, segundo a Secretaria de Saúde Estadual.

A explosão da Microcefalia em Pernambuco provoca o próximo fato-caso: 

B), abaixo.
B) NOTIFICAÇÃO COMPUSÓRIA: O alarmante número de casos, que começam a aparecer em agosto-outubro de 2015, provoca a compulsoriedade, pelo Ministério da Saúde, de notificação de Microcefalia em todo o país. A obrigatoriedade de notificação aumenta o pico máximo da curva no gráfico e a alarga em torno do seu pico para Pernambuco. 

Aqui em Pernambuco existiam obstáculos consideráveis, mesmo para médicos, para se aprofundar nos dados de microcefalia existentes na Secretaria Estadual de Saúde. A SES recebia a Declaração de Nascido Vivo (DNV) de todo estado para digitalizar e assim centralizava os dados. Acontece que a DNV não contém o dado antropométrico de perimetro cefálico, somente peso ao nascer, idade gestacional e Índice de Apgar. 

A notificação de defeito congenito (incluindo microcefalia) ficava dependente da observação do declarante (em geral um pediatra). Portanto, a única forma fiel de acessar dados sobre microcefalia era fazer uma busca ativa nos registros das maternidades. 

Provavelmente devido a isso, o Ministério da Saúde torna compulsória a notificação de casos de microcefalia em todo o Brasil no final de outubro de 2015. Mas, não está claro neste momento se todos os estados notificam a totalidade dos seus casos. 

C) VACINA DTP APÓS SEXTO MÊS DE GESTAÇÃO: Não fosse o “erro” operacional devido à vacinação de jovens no período fértil contra sarampo no Nordeste, dificilmente saberiamos do efeito da vacina DTP que está provocando Microcefalia em todo o Brasil presentemente.

Em novembro de 2014, o Ministério da Saúde inclui a vacina dTpa contra Difiteria, Tétano e Pertussis no protocolo pré-natal de gestantes no último trimestre de gestação, i. e., a partir do sexto mês de gravidez. A causa que provocou o pico máximo de casos de microcefalia em novembro de 2015, em Pernambuco, fica rarefeita e é substituída, na atualidade, por este outro fato-causa que embora presente nas notificações iniciais, era pouco evidente. 

Em 2014, grande divulgação pública foi feita quanto à utização da vacina dTpa (o a significa acelular) como parte do protocolo pré-natal nacional de gestantes. Foi veiculado um acordo entre o MS-SUS para repasse da tecnologia de fabricação da dTpa no Brasil, com o apoio técnico do laboratório GlaxoSmithKline Pharmaceuticals (GSK). 

O instituto Butantan, que só produzia e ainda produz a DTP ou DTPw (com bactéria viva Bordetella Pertussis, da coqueluche atenuada) para o programa nacional de imunização, passaria a produzir a vacina sem a bactéria viva a vacina dTpa, usada no primeiro mundo.

 A vacina DTP deixou de ser fabricada pela maior parte das indústrias farmaceuticas do mundo. O SUS ainda usa a DTP para vacinar as crianças de 2 meses a 7 anos. Foi também anunciado, em 2014, que o Ministério da Saúde adquirira a dTpa no mercado internacional, 4 milhões de doses, ao custo de R$ 87,2 milhões, que cobririam as 2,9 milhões de gestantes e adultos em 2015, mas que progressivamente substituiria a DTP pela dTpa para todos.

http://www.blog.saude.gov.br/34736-ministerio-da-saude-disponibiliza-no-sus-vacina-contra-coqueluche-para-gestantes.html

O problema com a vacina DTP ou DTPw (atenuada), que parou de ser usada nos EUA em 1995, é que ela causa, entre outras patologias, a microcefalia. É aqui que aparece o problema:

 a) em meados de 2015, o Ministério da Saúde anuncia que não consegue comprar a dTpa no mercado internacional, pois está em “falta” e anuncia a sua troca pela vacina penta-valente, fabricada no Brasil pelo Instituto Butantan. 

Isso é bastante estranho, pois na rede privada de saúde do Brasil, uma gestante pode tomar, pagando, a dTpa que não se encontra em falta. 

Pergunto onde foram parar as 4 milnões de doses de dTpa para as gestantes e pessoal de saúde e que seriam usadas em 2015? 

Por que em 2105 toda e qualquer menção ao acordo de transferência de tecnologia para a produção de dTpa com a GSK somem no Brasil? 

Também, a própria vacina dTpa não é recomendada para uso em gestantes pelos laboratórios que as fabricam, e isso está escrito nas bulas destas vacinas.

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2015/10/30/interna_cidadesdf,504482/tres-tipos-de-vacinas-estao-com-estoque-zerado-no-df.shtml

D) O ZIKV: Uma causa e efeito devido ao ZIKV, necessariamente, acompanharia a epidemia causada pelo mosquito vetor. Não é o que a curva AZUL, Fig. 2, apresenta. 

Neste momento, e desde após o pico em Pernambuco, a curva tende a uma constante de casos por dia, o que requer, em qualquer estudo de epidemias, uma causa diária constante de contaminação. 

O mosquito vetor, Aedes Aegypti, é o mesmo para Febre Amarela, Dengue, Chikungunya e ZIKV. É razoável considerar, ao menos em primeira ordem, que o período de uma epidemia de dengue estaria associada a uma epidemia de ZIKV no tempo. É o mesmo mosquito. O período de incubação da dengue no homem varia de 4 a 10 dias, sendo em média de 5 a 6 dias; após este período surgem os sintomas de dengue; para o ZIKV isso está em estudo no momento. Mas o número de casos por dia é muito alto e se apresenta como uma constante, uma média de 15 casos dia desde o final de novembro de 2015. 

A causa de efeito constante, os casos de microcefalia, requer uma contaminação constante. A VACINA DTP, a versão usada pelo MS-SUS é esta causa, pois todas as grávidas devem se vacinar após o sexto mês de gestação. Temos aqui uma constante que não existia antes de novembro de 2014 e isso explica o porque de todo o Brasil est´å apresentando casos de microcefalia.

Para ZIKV a curva estaria aumentando, acompanhando o aumento do aedes, como temos na propaganda oficial massiça neste momento. Mas o comportamento do gráfico requer uma causa CONSTANTE! A dengue em Pernambuco foi entre 15 de fevereiro ao final de abril. Isso significaria, se fosse o ZIKV, que é o mesmo aedes da dengue, uma grande contaminação neste período. Acontece que isso deslocaria a curva da microcefalia para meados de janeiro de 2016 e esta não seria em novembro de 2015! 

O pico da dengue que está em 15 de abril, provocaria uma região de casos centrados em 15 de janeiro como temos aqui!

Dengue em PE 2015
http://www.coren-pe.gov.br/novo/wp-content/uploads/2015/09/Informe-epidemiol%C3%B3gico-Dengue-SE-01-a-34-1-1.pdf

Questiono, também, um dos marcadores usados para a identificação do ZIKV, o IgG, que aparece em contaminações pela rubéola/rubella, o que o torna inespecífico, exigindo, assim, uma procura pelo DNA do ZIKV, ou um marcador específico e único, para validar os testes de presença do ZIKV nas amostras provenientes de bebês com microcefalia.

CONCLUSÃO
Pelo que demonstro, as causas que provocaram e provocam o grande número de casos de microcefalia em Pernambuco estão associadas a 2 vacinas: 

a) a vacina tríplice erroneamente administrada a jovens no período fértil e b) a vacina usada para coqueluche no Brasil pelo MS-SUS. Pernambuco teve, acredito, 60 municípios com sarampo em 2014. Foi recomendação oficial da Secretaria de Saúde do estado de Pernambuco que a vacinação de sarampo fosse feita em toda a população vunerável nestes municípios e em quem teve algum contato com os acometidos nestes municípios. Só esta constatação explica porque a microcefalia aparece por todo o estado de Pernambuco ao mesmo tempo. Mas isso é somente o pico máximo inicial da curva de microcefalia para PE. A largura do pico tem a ver com a notificação se tornar compusória. As notificações atuais não mais tem a ver com a vacina tríplice. O estado atual de 15 casos por dia de microcefalia em Pernambuco está relacionado com a vacina DTP, DTPw (e suas outras siglas) para difiteria, tétano e pertussis, administrada a “todas” as grávidas a partir do sexto mês de gravidez.

RECOMENDAÇÕES

Parar toda e qualquer vacinação de grávidas ou jovens no período fértil em todo o Brasil!
É muito fácil verificar o que apresento aqui: 
1) Basta analisar as carteiras de vacinação das mães com crianças com microcefalia, por exemplo;
2) Fazer o cruzamento dos dados do posto de vacinação municipal, nos 60 municipios de PE com a ocorrência de microcefalia com a vacinação de sarampo;

3) Com dados oficiais completos, todo e qualquer estado da federação pode ter curvas de causa-efeito plotadas para microcefalia;

4) Apurar as responsabilidades de todas as instituições e suas autoridades, nas pessoas dos seus representantes contituídos, pelos erros e procedimentos que estão provocando este grande número de casos de microcefalia em todo o País; e

5) Acabar com esta aparente farça que pretende singularizar o ZIKV pelos casos de microcefalia no País, quando temos duas causas gritantes que explicam o porque da quantodade absurda de casos de microcefalia no Brasil.
OBSERVAÇÃO FINAL

Me coloco à disposição do MPF para maiores esclarecimentos e para a transferência da grande quantidade de documentos, matérias e artigos científicos que pesquisei, para auxiliar as investigações.”

 Dr. Plínio Bezerra dos Santos Filho.
22 de janeiro de 2016.

LEIAM TAMBÉM O ARTIGO: Microcefalia e Zika a história não revelada. –  https://quiteriachagas.com/2016/01/29/microcefalia-e-zika-a-historia-nao-revelada/

PDF c/todas informações da vacina DTpa – Tdap: https://www.gsksource.com/pharma/content/dam/GlaxoSmithKline/US/en/Prescribing_Information/Boostrix/pdf/BOOSTRIX.PDF

LEIAM: Os Riscos da vacinação na gravidez, analisem! –
https://quiteriachagas.com/2016/01/31/os-riscos-da-vacinacao-na-gravidez-analisem/


  
   

155 comentários sobre “Causa da Microcefalia não é Zika Vírus, pode ser as vacinas em gestantes; diz estudo.

    1. Maria Lucia

      Pelo que vejo isso não é suposição e sim DADOS, e se o zika vírus provoca microcefalia porque os paizes onde aconteceu os primeiros casos não houve essa situação alarmante, nunca ouvi falar de surto de microcelafia por zika em lugar nenhum antes?? A SE PENSAR……..

      Curtir

    2. Moacyr

      Mas no caso explanado pelo Dr. as vacinas foram aplicadas de forma desmedida no Nordeste, assim como fazem numa vacinação de gripe. Possivelmente essas mulheres estavam grávidas ou ficaram grávidas após a vacinação, que é o período que o corpo está com o vírus e criando os anticorpos e é sabido que os três primeiros meses da gestação são os mais perigosos pois é quando ocorre a maior transformação do feto.

      Curtir

    3. Paula

      Vc nao leu o artigo ne??? Pq ele falou VÁRIAS vezes, que não aplicavam em mulheres que já sabiam que estavam grávidas. Algumas tomavam a vacina sem nem saber que estavam grávidas.
      E mais, engravidavam logo após tomar a vacina. E não poderia, pq ainda estava sob efeito dela.

      Curtir

    4. Cristiano scavassa

      Falta de saber ler e interpretar mulher ignorante, tem os graficos quando se tomava vacina de sarampo antes de engravidar, e tambem a Dtp que se dá nos meses de gestação

      Curtir

  1. Pingback: Causa da Microcefalia não é Zika Vírus, pode ser as vacinas em gestantes; diz estudo. – Brasil sim vacinas

  2. Maria isaura

    Tomei a dtpa com 27 semanas e a da gripe com 33. Estou hoje com 36 semanas e pelo ultrassom tudo normal…. Não tive zica, mas também não acredito que essas vacinas do calendário das gestantes tenha relação com essas ma-formacoes. Alguém pode me informar se somente a DTP seria de risco e não a dtpa? Tomei ambas na rede pública.

    Curtir

    1. Mel

      – A diferença entre a vacina DTP e dTpa é que a primeira é composta por células inteiras das bactérias, enquanto que a segunda não contém as células inteiras que causam a coqueluche, e sim, alguns de seus componentes celulares.

      Curtir

    2. REINALDO GONÇALVES

      Nas décadas de 50 até 80 estas vacinas eram receitadas pelos médicos e aplicadas nas farmácias e drogarias privadas, para Tétano a “Anatóx Tetânica” em 3 doses mensais e para Sarampo e Rubéola a “Anatóx Tetânica Diftérica Alúmen Precipitada” em apenas uma dose. Só que na época os médicos não prescreviam para mulheres grávidas, eu apliquei milhares de vacinas, e nunca se ouviu falar em qualquer efeito colateral como a Microcefalia. Com a canalização das aplicações para os consultórios médicos a partir da década de 90 e com a assunção do Estado também das aplicações acho que houve a intercambialidade visando o “LUCRO” pois passaram a custar muito mais caro nos consultórios particulares e na Saúde Pública todos já sabem o que acontece com a máfia dos orçamentos e compras. Reinaldo Gonçalves (Ribeirão Preto SP)

      Curtir

  3. Alberto

    Na minha opinião esta doença realmente e definitivamente não se relaciona com o mosquito Aedes eu já discutia esta questão com amigos ! Esta epidemia é fruto de erros de vacinas aplicadas principalmente pelo SUS e que este governo não vai assumir jamais estes erros como nunca assumiram e jogam a culpa no mosquito que hoje é o culpado por várias epidemias pelo país, afinal é muito mais fácil e comodo, além de tentar se livrar de uma avalanche de indenizações desgaste político, enfim eu estou concordando e acredito que o Dr Plínio Bezerra Dos santos Filho está coberto de razão !

    Curtido por 2 pessoas

      1. luiz

        Junior, segundo o portal G1 e R7, na Colombia não existe até agora registro de qualquer caso de microcefalia ligado ao zika na Colômbia, segundo presidente do país, Juan Manuel Santos Há 25.645 pessoas infectadas com a doença no país, entre as quais 3.177 mulheres grávidas.nenhum dos bebes tem sinais de microcefalia.
        O que me diz disso?

        Curtir

      2. Edcarlos

        Olha, a Polinésia e na África tiveram epidemias de Zika e não ouve casos de Microcefalia, e em São Paulo, o estado mais populoso do Brasil e teve 6 casos de microcefalia, e em São Paulo também teve surto de Zika, a teoria mais inteligente e mais provável é essa apresenta aqui.

        Curtir

      3. Domingos

        Também pensei nestes casos da Colômbia . Mas, uma reportagem da entrevista do governo combiano afirmando mais de 3500 casos de zikav e nenhum de microcefalia relacionado ao Zikav.
        E agora? !
        Essa denúncia tem coerência. Precisa de uma atenção maior !!

        Curtir

  4. Danuse

    Estou grávida e queria q o virus nao tivesse relacao com a doença. A questao é NINGUÉM tem certeza de nada. Entao, prevensao sempre. Todos devem ter muito cuidado com essa doença. Nao dá para vacilar!!

    Curtir

  5. Pingback: Causa da Microcefalia não é Zika Vírus foram as vacinas em gestantes; diz estudo | APCNEWS

  6. Famigerada CPMF para quem Troll (drdody46) Seu salário é acima de R$ 10 mil mês? Se for este valor você pagará R$ 20 reais. Quem não quer que a CPMF exista, são os Marinhos da vida, donos de grandes conglomerados, enquanto eles riem da sua cara, você fica defendendo este sonegadores e salafrários. Não seja vaca de presépio e repetidor destes caras. Eles não querem porque enquanto bobos que ganham pouco ficam esperneando, eles tem milhões de dólares sonegados em contas em paraísos fiscais

    Curtir

    1. O governo quer aprovar a CPMF. E não é quem ganha R$ 10 mil que vai pagar R$ 20. É muito mais do que isto. Tem grana no BR sim para tudo o que todos nós precisamos. O problema é o roubo, o mau uso, o desperdício. E quanto ao Zika, não podemos esquecer que o Brasil brindou o mundo com a bobagem de que o vírus pode ser o responsável pela MC. Só no Brasil isto acontece, mas o mundo quando acredita nisto ignora a velha máxima: “O Brasil não é um país sério”, e eu vou mais longe: “O Brasil não é um país. Sério?”

      Curtir

    2. Cid Tubino

      Quanta bobagem você escreveu. Não importa se você pagará R$0,10 ou R$10.000,00 de CPMF, temos que levar em conta que este governo bandido, corruPTo e perverso quer pegar NOSSO dinheiro para pagar seus roubos. Convoco os eleitores do PT a pagarem está dívida, eu não votei neles, a culpa não é minha… Quer a CPMF? Paga você então.

      Curtir

    3. Sr. HUMBERTO GUANAIS
      Inicialmente TROLL deve ser algum parente seu!
      LAMENTÁVEL o seu comentário! Pela sua resposta fica evidente a sua ideologia política!
      A CPMF é mais prejudicial exatamente para quem ganha menos, é um imposto injusto, e mentiroso pois exatamente como da outra vez não vai se destinar nem a saúde nem à educação e sim para cobrir rombos e roubos passados e futuros deste governo corrupto, e para os bolsos dos políticos eleitos por parte do povo mais ignorante e desinformado, ou ideologicamente deformado.
      Tenho a impressão que as expressões usadas pelo Sr. como “VACA DE PRESÉPIO” e “BOBOS QUE GANHAM POUCO” se aplicam melhor à sua pessoa do que à minha.
      Não dá, nem vale a pena perder tempo discutindo com pessoa ideologicamente engajadas.

      Curtir

      1. Odair

        Concordo com você, imagine se dentro de um criadouro de porcos estes pudessem votar, o cara do balde sempre seria eleito com maioria absoluta de votos, não importando quantos ele já mandou para o abate.

        Curtir

    4. leina Marcia

      Epa! Humberto voce esta enganado em sua colocação, você paga o CPMF em cascata meu caro, exemplo: – o agricultor vai comprar insumos para plantar, a Indústria embute no valor dos insumos e tudo que ele usa o CPMF, assim vai passando ate chegar em você o comprador final. Cada um vai acrescentando ao preço final o valor do CPMF e, depois você recebe o seu salário e vai pagar também. Você paga por toda a cadeia de produção que vai embutindo em seus custos fixos, depois paga também em toda a cadeia de comercialização ate finalmente chegar em você como consumidor, viu que nao e só na conta?? Por isso ele e chamado de Imposto em cascata, entendeu agora? Considere ainda que os outros Impostos também subiram as alíquotas.

      Curtir

    5. graça Cardoso

      CPMF todos iremos pagar direta ou indiretamente. Um supermercado vai fazer movimentação finaceira, vai pagar CPMF, acham que ele não vai repassar o imposto para o consumidor. E não é uma unica movimentação por mês é toda e qq movimentação. O desgoverno quer enganar e por isso mente. Já não basta tanto imposto que pagamos e vai pro ralo? Não tem dinheiro pra saúde do RJ, mas tem dinheiro pra construir mega construção faraônicas pra Olimpíadas. Pra mim é mais uma desculpa pra aprovar a liberação do aborto.

      Curtir

    6. Enquanto pensar que qualquer imposto só afeta os ricos, faz papel de trouxa.
      Qualquer imposto recai sobre qualquer individuo que viva e consuma no pais.
      Cada dia mais trabalhamos para pagar os desgovernos, independe de partidos.. Nosso país está afundando na desculpa de que alguns ganham,
      Se a empresa não lucrar vai embora, quem fica também paga a mesma carga tributária.
      Eu, trabalhadora, pago a mesma coisa do que qualquer milionário em impostos…está tributado no arroz, feijão, carne, macarrão, protetor solar, igualzinho…..

      Curtir

    7. jose roberto

      os grandes empresário quando tem impostos a pagar adivinham para quem eles repassam isso não vamos se enganar no final sobra para nos trabalhadores e consumidores pagar a conta.

      Curtir

    8. Samuel Gualberto

      Humberto, a cpmf é ativa em qualquer movimentação financeira, Marinhos da vida e donos de grandes conglomerados, não sentem nada. Quem sofre e que paga a conta, sempre é a classe média. As movimentações em bolsas, acontecem também com dedução da cpmf, porém existem meios de não atividade, em contas espelhos que os bancos criam para os grandes clientes. (marinhos da vida como vc disse). Ou seja, sempre quem paga é a classe média, e os empreendedores, e empresários menores.

      Curtir

  7. Pingback: MMR vaccine fingered as the cause of microcephaly in Brazil | THE UNHIVED MIND III

  8. Amy

    Bom dia

    Poderia informar também o número do documento, pois no seu print específica somente o número da manifestação.

    É uma informação extremamente grave, então coloque todos dados necessários para ser averiguado a autenticidade da denúncia.

    Obrigada
    Fico no aguardo
    Amy

    Curtir

    1. Bom dia! É uma pena não poder te ajudar e a ninguém que está me pedindo isso aqui; porém entrando no link da matéria vc verá q alguém deve ter isso, e outras informações; mas acredito que não tenham interesse em compartilhar. Desculpa mas da mesma maneira que esta notícia foi compartilhada na web, resolvi compartilhar, saber a veracidade ou não compete a especialistas. Não sei quem é esta pessoa que escreveu isso, não o conheço. Porém achei importante debater sobre as questões das vacinas q são debatidas em todos os países, existem inúmeros artigos científicos que fazem correlação com as altas taxas de alumínio e mercúrio injetadas nas vacinas como uma das possíveis causas de autismo e outras doenças cognitivas…em crianças. Tanto que países desenvolvidos c/taxas pequenas de doenças crônicas e outras como Alemanha entre outros geralmente europeus não obrigam as vacinas, e nem aplicam em gestantes. Porq no Brasil é tabu e as vacinas são tão sagradas? O governo francês discute sobre a real imunidade das vacinas, sua eficácia ou não, faz correlação c/doenças e nós nunca discutimos só aplicamos vacinas novas q mal foram analisados em humanos a longo prazo se terão ou não graves efeitos; porq somos pouco interessados em analisar, debater e aceitamos tudo permitimos que nos apliquem tudo; e tem sempre alguém ganhando com isso. Se vcs analisarem bem diversos especialistas estrangeiros eles pensam diferente, questionam, pesquisam e não recomendam como água. Ainda mais dizer q vacina vencida não possui reações adversas no organismo, até leigo acha isso sem fundamento; então pra que existe prazo de validade no produto? Se a vacina é algo tão importante e podemos injetar no organismo com validade vencida, podemos agora tomar medicamentos, alimentos, cosméticos vencidos que nada acontecerá?! Só no Brasil se escuta essas coisas. Não sei quem foi esse sujeito que fez este texto denunciante nem a veracidade ou não, não sei se existe ou não…mas a importância de debater e escutar especialistas estrangeiros e brasileiros sobre as vacinas é importante. O Brasil tem medo de falar sobre isso, médicos falam em “Off” pra suas pacientes; o porquê de tanto receio? Muito esquisito. Em fim… Blog é pra isso, pra abrir novas questões, debates, trazer novas informações, pessoas gostem ou não, concordem ou não, acreditem ou não….o espaço blog universalmente é assim. Isto que saiu é pouco, no exterior tá saindo coisas até piores que me nego compartilhar. A última informação que vi na web sobre este cidadão que escreveu tudo isso e compartilhou nas redes sociais foi esta que saiu no site: UOL – “A denúncia será analisada pelo procurador Alfredo Carlos Falcão Junior, que deve decidir pela investigação ou arquivamento dela depois do Carnaval.” Só acessar o link pra ver: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2016/02/04/denuncia-associa-vacinas-a-casos-de-microcefalia-especialistas-rebatem.htm

      Pelo visto ninguém deve analisar gestantes que receberam vacinas vencidas p/verificar se algum componente possa ter interagido no organismo e ter provocado alguma reação, também ninguém acredita que vacina vencida faça mal algum todos já sabem e leram em seus microscópios dentro de seus olhos que tá tudo bem, tudo legal injetar coisas vencidas e ninguém se prejudica… Único país que não possui órgão sobre vítimas de vacinas, em USA existe um monte, existe até ressarcimento por erros e sequelas em vacinas, se lá existem vários casos assim…porq nós seríamos isentos? Nunca houve caso que se saiba no Brasil. Deve ser mais fácil mesmo qd um bebê nasce c/deformidades ou uma criança possui doenças crônicas ou outras sequelas…culpa a “genética da própria criança ou do pai e da mãe” e que a família engula e viva com isso. Fazer analise apurada como fazem no exterior até isentar as possibilidades de qualquer componente químico q interferisse isto no Brasil ninguém faz. Espero que as pessoas continuem repensando sobre isso, e que sérios profissionais de saúde comecem a fazer suas pesquisas focando as vacinas e nossos alimentos entupidos de veneno transgênico, cheios de agrotóxico a interação disso e outros no organismo é uma bomba relógio ambulante. Nos espelhamos na alimentação e cultura norte-americana e nossa população também tem sua referência de saúde: sendo os americanos o povo que ingere mais vacinas, mais medicamentos do mundo e nada disso os faz ter saúde; é o povo com mais doenças crônicas e outras do mundo e nós estamos indo no mesmo barco. Vacina, medicamentos e químicas são coisas seríssimas no organismo, ainda mais nas gestantes em pleno desenvolvimento fetal interfere e desequilibra o organismo.

      Curtir

  9. suziaria adjane da silva

    eu estou grávida, e por via das dúvidas NÃO vou tomar nenhuma vacina no período da minha gravidez. Vai que esse médico está correto em fazer essa afirmação, que a microcefalia não tem nada haver com a ZICA e sim com vacinas ofertadas pelo SUS. tenho 31 anos e nunca tive nenhuma doença, seria muito azar ter difteria, tétano, sarampo ou rubéola justamente agora q tô grávida. Não vou tomar nenhuma vacina.

    Curtir

  10. Cristiane Flôres

    E os diversos casos de microcefalia de mães que não tomaram vacina alguma??? Qual seria a explicação??? E como diz o texto, os EUA pararam de utilizar vacinas com o DTS desde 1995 por verificar problemas de formação, entre elas a microcefalia. Ok! Por que então o presidente dos EUA recomendou a população que evite viagens ao Brasil em razão da Zika??? Eu, particularmente, aprendi desde criança que qualquer medicamento, muito mais uma vacina, pode ser um perigo as grávidas, principalmente antes do 6º mês de gravidez, vamos lembrar dos horrores da Síndrome da Talidomida no passado!!! Faça essa reflexão com vocês justamente para analisarem ambas as situações, remédios e vacinas seeempre foram um perigo a gestantes, todas as vacinas que devemos tomar devem ser tomadas num período distante de qualquer possibilidade de gravidez. Por garantia!!! Mas ainda assim, meus questionamentos acima, pois já encontraram muitos casos espalhados pelo Brasil e fora do Brasil, 2 na Europa inclusive, de microcefalia sem ligação alguma com vacina! E não vamos esquecer de todo o dinheiro que está sendo aplicado numa vacina contra o vírus da Zika!!! Caso esse governo federal (que sou contra, pois vi que teve gente comentando sobre questão política), de fato tivesse ou tenha culpa com as vacinas aplicadas no Nordeste, eles correriam o risco da fabricação de uma nova vacina, onde com o medo do vírus da Zika, a população brasileira iria se vacinar em massa??? Ainda mais agora que saiu essa semana a reportagem sobre a possibilidade do vírus Zika ser transmitido através da relação sexual, após 2 casos mencionados, ainda em estudo! Então vamos irmãos brasileiros refletir e analisar muito essa questão, juntos, antes que corramos o risco de afrouxar os cuidados da eliminação dos focos criadouros da larva e por seguinte o mosquito!!!

    Curtir

  11. Patrícia

    Faz muito sentido essa análise. Sou vacinadora trabalho em uma USF da familia. Graças a Deus em nossas gestantes são vacinadas. Não perco nenhuma de vista. E nunhum bebê nasceu com Microcefalia. Fiquei pensativa em ralação o tempo de se dá a vacina. Minha enfermeira manda dá vacina em qualquer idade gestacional. Mas eu só inicio a hep. B e dt , no terceiro mês é de mim. Pois tenho 16 anos de profissao e aprendi que nos primeiros meses de gravidez o bebê está se formando, e é um período que tudo pode acontecer. Só administrou a dtpa no sétimo mês de gestação , porque assim fui orientada. Mas também não vamos discuidar da questão da Zika, é grave, é transmissível e é semelhante a uma rubéola. Que Deus tome conta de nós, e não vamos descartar nenhuma hipótese.

    Curtir

  12. Márcio A. Lima

    Realmente isso é muito grave. Requer um esclarecimento imediato do poder público. Concordo com a manutenção de todos os cuidados com relação a focos de criadores do mosquito mas, as questões colocadas acerca de vacinação compulsória versus associação ao mosquito no caso da existência de microcefalia devem ser esclarecidas. O tempo urge e o futuro do país está comprometido com essa situação.

    Curtir

  13. Pingback: Новости дня: Вирус Зика придуман, его нет | 24NEWS.CLUB

  14. Pingback: Вирусът Зика е измислен, няма такъв | Мегавселена

    1. Núbia

      Exatamente…compartilho do seu pensamento…inclusive, as que vem pro Brasil são as que seriam dispensadas por outros países mais desenvolvidos…então o Br compra mais barato, faz a campanha e só depois lê a bula…mas e ai? E ai que dane-se a população…. vamos mudar a bula.

      Curtido por 1 pessoa

  15. Núbia

    OK…MS: vamos fazer campanha para a vacinação (1° as grávidas…)…..campanha feita….. a vacina chegou…. agora vamos ler a bula… não pode em grávidas…. nossa!!! Mas a campanha está feita… ok…então muda a bula.. simples assim..!

    Curtido por 1 pessoa

  16. Pingback: Brazilian article questioning link between Zika and microcephaly | THE TRUTH LIBRARY

  17. Pingback: The Zika Disaster & The Extreme Dangers of Vaccinating Pregnant Women - Truth Kings

  18. Se essa história que a MC foi causada por um erro na aplicação das vacinas, ai ai, mais uma vez temos um governo que só se preocupa em livrar o seu dindin em desgraça das pessoas comuns, tomara que a notícia seja duvidosa. Vacinar mulheres e assistir um festival de crianças mal formadas faz parte de um freakshow…..isso é assustador!

    Curtir

  19. clerio barbosa reis

    … SENHORES, MEUS SENTIMENTOS ! MAS ESSE ASSUNTO É, DE UMA GRAVIDADE
    QUE VAI MUITO ALEM DO QUE NOSSA IMAGINAÇÃO POSSA ADMITIR; PEÇO A DEUS QUE NÃO IMPORTANTE QUANTO POSSA PARECER, POIS DO CONTRÁRIO ESTAMOS DEVIDAMENTE ” FRITOS “, A NAÇÃO PRÁTICAMENTE ” FALIDA ” POIS OS SENHORES ” administradores ” DESPROVIDOS DE RECURSOS PARA SOLUCIONAR AS NECESSIDADES DO DIA A DIA, VIDE ESTADOS COMO RS – SC – SP – MG – BA – PE E RJ ( esse até fez uma troca com a Pref ) POR FALTA DE NUMERÁRIO … E, VAMOS POR AÍ, E REPITO QUE DEUS NOS AJUDE, AFINAL DIZEM QUE ” ELE, É BRASILEIRO !

    Curtir

  20. Centro e laboratório de Controle e Prevenção de Doenças contagiosas e departamento de promoção da saúde humana dos Estados Unidos responde:
    O Zika Vírus pode ser transmitida através de relações sexuais?
    O Zika em mulheres grávidas pode causar defeitos congênitos?
    http://www.cdc.gov/zika/index.html

    Outras informações
    http://www.usatoday.com/story/news/2016/02/06/colombia-reports-more-than-3100-pregnancies-zika-virus/79929146/

    NENHUM lugar, Australia, Colombia, EUA, nenhum confirma Zika relacionado com Microcefalia.
    Apenas no Brasil.
    Espero ter contribuido.

    Curtir

  21. Indio Ramos

    Precisamos saber o real teor desses acontecimentos para que , possamos nos defender de falsos anúncios de doenças que não existem e, assim deixar de nos preocuparmos em gastar com aquilo que não existe. O brasileiro já paga aquilo que não deve. Obrigado por nos dar esclarecimentos.

    Curtir

  22. Dida Santos

    Eu tomei vacina contra rubéola em 2008, foi aplicada na época na faculdade onde eu estudava, por uma equipe da saúde e neste caso eu estava com 39 anos, e não estava grávida. E ainda frizavam, só pode tomar as mulheres que não estão grávidas. Acontece que eu não estava grávida, mas daí uns dias, comecei a me sentir mal, com tonturas, enfim estava grávida. Gestação normal, no quarto mês, fiz uma outra ultrassom para ver o sexo, onde acusou que minha bebê tinha um problema no coração, depois fiz outros, apareceu o problema nos pezinhos tortos., tive uma gestação normal até os nove meses. Quando minha pequena Vitória nasceu em 11.02.2009, nasceu com vários problemas. Hidrocefalia, lado direito todo paralisado, olho direito não fechava. .ou seja. ..viveu até 2 meses e 13 dias, dentro de um hospital, nunca pude leva.-la pra casa. Depois de muito tempo que fui lembrar que tomei a maldita vacina. Agora vendo essas reportagem e post e tb passou no programa bem estar hj..todos as sequelas que falaram minha filha tinha. Hj está fazendo exatamente 7 anos que tive em meus braços. No hospital na época a Dr que cuidava dela me perguntou por várias vezes se eu não tinha contraído rubéola na gravides. Eu estava tão passada que nem lembrei que havia sido vacinada.

    Curtir

  23. Pingback: The Extreme Dangers of Vaccinating Pregnant Women #zika - Truth Kings

  24. Pingback: Zika raging in the media — Prof. Maria Dorota Majewska | Free Ukraine Now

  25. Pingback: Zika szaleje w mediach. Prof. Maria Dorota Majewska | Free Ukraine Now

  26. Pingback: What’s really causing microcephaly in Brazil? It might not be the Zika virus after all | Dr Thomas's Blog

  27. Pingback: Zika é uma farsa? – lcm

  28. mirian

    Tenho varias conhecidas gravidas e apavoradas com tudo que se ouve e se divulgam nas Midias, este texto é muito revelador e enriquece a desconfiança que tenho sobre essas vacinas, e mosquitos transformados e jogados no meio ambiente para solucionar questões sem soluções.
    Vou alertar para que não se vacinem e continuem se prevenindo contra o mosquito.

    Curtir

  29. Já em 2008 houve grande suspeita da maciça vacinação contra rubéola, de que estaria contaminada para provocar esterilizações ou abortos espontâneos e de fato de lá para cá houve uma significativa diminuição de natalidade. Muitas mulheres que não quiseram se vacinar foram vacinadas de improviso pelo SUS no dia do parto até muito tempo depois do início da campanha (se é que ainda não continuam).
    No Quenia já foi comprovado que as vacinas estavam contaminadas para este fim. Deviam fazer um ” lava-jato ” no ministério da saúde.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s