2 anos após meu parto domiciliar.

Minha filha faz 2 anos. Nasceu em casa tudo tão simples e natural.


https://www.facebook.com/dagestacaoaoposparto/posts/1310837415632176 
Fui tentante, gestante e agora mãe. 

O primeiro olhar, encontro inesquecível. Vivemos tantas coisas, ela me ensinou nessa jornada desconstruir medos, mitos, tabus sobre parto…descobri tanta coisa que ninguém faz parto por nós, e sim, nós é que fazemos tudo se encontramos equipe atualizada que saiba que só devem prestar assistência e intervir somente quando necessário e não enganar, criar intervenções desnecessárias. 

Ela me fez buscar bases científicas saber que tem todo um sistema baseado em práticas equivocadas que vão contra a ciência atual e a natureza. 

A super empoderada me empoderou, transmitiu todo seu poder pra mim, meu marido e nossa família. 

Gestar, parir, criar filhos é um processo constante de contra cultura, quebra de controle, enfrentar suas raízes existenciais, inconsciente e consciente, transformações, lançar-se, permitir ao novo, ao acaso, ao desprendimento, descontrole de uma sociedade movida a controle de corpos, mente…

Controle que aprisiona, que é altamente lucrativo, é a oficina do medo, que nos priva de entrar em contato com nossa existência, com a naturalidade do ser, da vida. 

Parto não é só dor, parto transcende a dor (sendo bem assistido pela equipe) propicia a maior emoção, prazeres já vividos um êxtase indescritível pra todos que participam deste fenômeno. 

Minha filha me ensinou que parto é uma necessidade psicofisiológica do corpo feminino, que nossa luta vale por toda vida, que o impossível não existe, a nossa mente é que limita; mas cabe a nós quebrar as limitações. Sim, nós podemos! 

Hoje sou Doula, presto assistência às mulheres e suas famílias no período da gestação ao pós parto com orientações, tento ser facilitadora em seus partos com sua equipe de saúde, uma forma de ajudá-las a conseguir que seus desejos sejam alcançados, tentando reduzir traumas e danos com informação e acolhimento. 

Um dia farei um livro sobre tudo isto. Parabéns filha por me transformar em mãe, mulher, Doula e futura psicóloga.

Te amo😍

——–

Elena – 11/05/2015

Parto domiciliar planejado.

Enfermeira Obstétrica Marcella Pereira

Ass.Enfermeira Obstétrica 

Doula Gabriela Prado

Foto Valéria Ribeiro 

Nasceu de 41 e 3 dias (sem indução para parto, esperamos o tempo dela – quebrando o mito de que passou de 41 tem que induzir – , sem toques para verificar dilatação que são desnecessários, somente auscultando seus batimentos cardíacos e tendo a melhor equipe que propicia assistência ao parto sem intervir de forma desnecessária). 

3,800kg – 52 cm

Nasceu na banheira de casa com mais de duas voltas de circular do cordão umbilical no pescoço (quebrando o mito do cordão assassino no pescoço que enforca bebês, ele não enforca bebês, e deixam eles roxos; mas todos eles nascem roxos é natural pelo fluxo sanguíneo, depois a cor muda). 
Mais um parto de inúmeros que quebram mitos, que surjam mais mulheres, pais, familiares, e profissionais de saúde que consigam buscar infomação, desconstruir as velhas traumáticas histórias culturais sobre parto que foram baseadas em práticas incorretas; para mudar práticas, propiciando com que o início da vida ocorra de maneira menos traumática, sem violência. 

Quando ela nasceu após um tempo meu marido impressionado e encantado conversando comigo disse, que nunca imaginou ser tão natural e tão simples; e completou, porque complicamos tanto, é a nossa mente a compiladora com todas as informações da nossa cultura, da sociedade que ouvimos desde pequenos que provoca uma poluição mental a tal ponto que bloquei as possibilidades naturais do nosso corpo de agir, travando tudo.

A mudança na forma de nascer refletirá em toda sociedade; uma experiência no início da vida reduzindo danos, traumas psíquicos e físicos é essencial para a vida de todos envolvidos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s